Artigos

Ansiedade no Ambiente de Trabalho

Melissa Almeida
Escrito por Melissa Almeida em 02/06/2020
Ansiedade no Ambiente de Trabalho
Junte-se a mais de 200 empresas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Embora muitas vezes seja tratado como “frescura”, o assunto é sério.

A OMS estima uma perda maior de um trilhão de dólares na economia global por ano com perda na produtividade. Ou seja, o impacto é muito grande no ambiente de trabalho.

O fato de não considerar a saúde mental tão importante quanto à saúde física e em muitas situações, menosprezar esses sinais e sintomas, leva a um aumento considerável de afastamentos do trabalho.

A ansiedade faz parte das doenças ocupacionais e esta é a segunda maior causa de adoecimento relacionado ao trabalho no Brasil.

Portanto, não menospreze o assunto, principalmente nos ramos de Segurança Privada e Vigilância.

Observe seus colaboradores!

Entre alguns sintomas podemos citar:

– Sintomas Físicos: coração acelerado, aperto no peito, sudorese aumentada, mãos trêmulas, fraqueza, cansaço, dores musculares, tonturas, etc.

– Sintomas Psicológicos: nervosismo e tensão, medo excessivo sem explicação, falta de concentração, insônia, irritabilidade, entre outros.

O que pode ocasionar essa pressão psicológica?

Vários fatores podem desencadear esses sintomas.

Jornadas exaustivas em pé, uniforme quente e pesado, botas desconfortáveis, aliados a um ambiente de trabalho com modelos de gestão abusivas, comunicação ineficaz, discriminação, assédio moral e sexual e ainda os riscos inerentes à função, podem ser os fatores que desencadeiam a ansiedade.

Não ignore o fato de que indivíduos ansiosos tendem a ser mais distraídos, com problemas de memória e prejuízo na capacidade de julgamento. Seu estado de atenção é alterado.

Imagine então como portar uma arma com esses sintomas?

Quando não tratado no início a tendência é se agravar e levar ao afastamento do trabalho. Nesses casos mais graves recomenda-se terapia e uso de medicação com orientação médica.

Mas tudo isso pode ser evitado com cuidados simples.

O diferencial está na forma como a sua empresa está preparada para lidar com isso. O que você enquanto gestor e líder fazem para minimizar essas dificuldades do profissional.

Esteja atento e invista em prevenção.

De que forma?

Com programas de incentivo ao bem estar corporativo.

Oriente os colaboradores a desenvolverem uma atividade física. A prática de esportes é benéfica não só fisicamente, mas também para o equilíbrio emocional (auxiliam na liberação de adrenalina, endorfina, entre outros que causam sensação de bem estar).

Os horários de folga devem ser usados para lazer e passar tempo com a família, não para fazer outra atividade para complemento de renda.

Palestras sobre o tema com profissionais capacitados propiciam maior conhecimento sobre a questão e as formas de lidar com a ansiedade ainda no início.

Você pode evitar que esse fator impacte na produtividade da sua equipe.

Lembre-se que um colaborador motivado e feliz, trabalha mais e melhor.

Tem alguma dúvida? Nós te ajudaremos, envie uma mensagem no Whatsapp (49) 9.9817-3953 ou encaminhe um e-mail para: contato@centraldevagas.com

Deixe sua opinião nos comentários do post.

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Deixe sua opinião nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *