Artigos

Segurança em Grandes Eventos

Natalia Floriani
Escrito por Natalia Floriani em 01/04/2020
Segurança em Grandes Eventos
Junte-se a mais de 200 empresas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Saiba como funciona o mercado de produção de eventos no Brasil. Desde uma palestra até um grande show nacional é importante manter a segurança das pessoas e do patrimônio.

A portaria 3223/2012 expedida pela Polícia Federal que dispõe sobre as normas relacionadas às atividades de segurança privada, regulamenta que para trabalhar em segurança de grandes eventos, é necessário que o Vigilante tenha habilitação especifica, ou seja, curso de extensão em segurança de grandes eventos. A lei determina segurança em grandes eventos, sendo eventos com 3 mil pessoas ou mais.

O problema é que muitos que trabalham nessa área, atuam de forma irregular pois, não possuem nem mesmo o curso básico de formação de vigilante.

Em pequenos eventos onde o número de pessoas é menor não há necessidade de que a equipe contratada seja de vigilantes, porém é preciso avaliar o perfil do profissional antes da contratação, como por exemplo antecedestes criminais entre outros requisitos físicos e psicológicos.

Capacite o profissional para exercer a atividade de segurança em recintos onde forem realizados os eventos.

O gestor da segurança deve possuir conhecimento técnico e gerencial, além de visão estratégica e criatividade. O planejamento da segurança em grandes eventos consiste em compreender e identificar ações, analisar e avaliar os riscos e também elaborar medidas de extinção e controle dos riscos identificados, de forma que não prejudique a experiência do público em relação ao evento.

Além de profissionais qualificados, a infraestrutura adequada é um dos fatores que garante a segurança dos participantes, como a existência de extintores, ventilação adequada e saídas de incêndio.

A segurança em eventos deve ser uma prioridade dos organizadores. A falta de proteção apropriada pode levar a grandes tragédias.

O vigilante que prestará serviços de segurança define que o profissional deve ter noções de relações públicas (para interagir com o público), direitos humanos (para respeito às pessoas presentes no evento) e ser proativo (capacidade para se antecipar a possíveis problemas em um evento). E também conhecimentos básicos de primeiros socorros, educação física, radiocomunicação e gerenciamento de crise.

Hoje existem muitos sistemas que podem ajudar a planejar e monitorar qualquer tipo de evento, como Câmeras, biometria, roletas e sensores são apenas algumas das novas tecnologias que ajudam a desenvolver um excelente planejamento de segurança.

Outra medida preventiva relacionada diretamente ao planejamento de segurança em eventos é a instalação de equipamentos, como identificadores de metal, e a presença de seguranças para controlar e proibir a entrada de armas brancas (como canivetes, facas e outros objetos cortantes que possam ser usados em confusões e causar acidentes).

Com os sistemas atuais é possível levantar dados e acompanhar o desempenho da segurança de cada evento realizado, bem como verificar se a conduta dos profissionais foi acertada, se os equipamentos estavam bem posicionados e outros aspectos semelhantes.

Um bom planejamento de segurança requer conhecimento técnico e a atuação de pessoal com treinamento especializado.

Gostou da informação? Compartilhe nos grupos que participa.

Seja parceiro da Central de Vagas, aperfeiçoe o processo de recrutamento.

https://centraldevagas.com/empresa

Tem alguma dúvida? Nós te ajudaremos, envie uma mensagem no WhatsApp (49) 9.9817-3953 ou encaminhe um e-mail para: contato@centraldevagas.com

Deixe sua opinião nos comentários do post.

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Deixe sua opinião nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *